terça-feira, julho 08, 2008

Pós-States #2 - As minhas dicas

Antes de vos deliciar com mais fotos, aqui ficam algumas dicas para quem vai em breve lá ou um dia planeia ir...

Hotel: vale a pena gastar um pouco de dinheiro e ficar em Manhattan do que num B&B nos arredores. O nosso hotel foi simpático (penso que é de 3 estrelas, mas não consigo confirmar em lado nenhum). Fica na mesma rua que o Empire State (a foto lá mais abaixo é tirada da porta do hotel), perto do Madison Square Garden e de uma das estações de comboio e metro (Penn Station). Para nós foi óptimo pois fomos de comboio. Além disso, o New Yorker Hotel é histórico, pois é da glamourosa década de 30 e foi recentemente renovado. Os quartos são pequenos, mas acolhedores. Têm carpetes, mas isso deve ser o mal do país em si (já em Boston também tinha). 

Sair à noite: Meatpacking District = Bairro Alto lá do burgo. Muitos bares, esplanadas e hotéis design. Um exemplo é o Gansevoort Hotel, que tem uma esplanada no topo e tem vistas muito bonitas, especialmente ao entardecer. Infelizmente não tivémos tempo de ir, mas estivémos cá em baixo e pareceu-me impecável. As filas à porta é que são piores...

Jantar bem: aqui as opções devem ser inúmeras. Um bom site para procurar (e mesmo para outros temas como hotéis, sair à noite e atracções) é o Zagat. A nossa sugestão comprovada é o Spice Market (do outro lado da rua relativamente ao Gansevoort). Comida estilo asiático, mas o chef é francês, segundo perguntámos. A decoração é muito gira mesmo, espreitem as fotos. O nível de custo é semelhante aos nossos Kais ou Chapitô. Ah, relativamente a roupas, para sair e/ou jantar fora eles parece que vão para um casamento.

Estátua da Liberdade: comprem o bilhete online ou antes de irem lá, pois permite um dos acessos em número limite diário ao interior da Miss Liberty. Senão, ficam só pelo nível do chão.

Empire State: não vale a pena ir ao 102º andar, pois a vista do 88 (acho que é 88, está na casa dos 80) é igual e esta é ao ar livre.

Compras: regra geral e com o dólar em baixa, quase tudo vale a pena. O pior mesmo é que no campo da roupa e em lojas generalistas não há coisas de deslumbrar. Aliás, eles vestem-se pior que nós. Mas calçado valerá a pena, especialmente calçado desportivo. Produtos de beleza sem dúvida que vale a pena. Pode ser na Sephora ou na Macy's, mas às vezes em lojas pequenas ainda se conseguem melhores preços. Material eléctrico, há duas grandes lojas: Adorama e B&H Photo Video (esta era do outro lado da rua relativamente ao New Yorker). Perguntem sobre garantias internacionais. Estas normalemente pagam-se à parte e não se esqueçam de arranjar um adaptador de corrente!

Taxas: Para tudo o que tenham de adquirir, desde comida, compras, bilhetes ou mesmo nos hotéis há taxas que eles não indicam. Penso que são estaduais ou da própria cidade. Rondam (penso eu) os 8%. Tenham atenção a isto.

Ver a Times Square de cima: No piso 8 do Marriot Marquis (Times Square) pode-se jantar com vista lá para baixo no Atrium Lounge.

Lojas/Hotéis a não perder (só mesmo numa de turismo): M&M Superstore, Toys 'r' Us, Tiffany's, Prada e o famosíssimo Waldorf Astoria (aparece sempre nos filmes)...

De resto, arranjem um guia para vos acompanhar no resto da visita... Espero que ajude quem lá for ou abra o apetite a quem não foi. E sim, em seguida virão as fotos!

9 comentários:

Pulha Garcia disse...

Gostei da reportagem e adoro NY.

Acrescentava apenas para esclarecer que as "taxas" a que te referes são o IVA deles (em NY são 8%) e varia de Estado para Estado. Em Nova Jersey não há e por isso para quem vai fazer muitas compras compensa apanhar o autocarro na Central Station, fazer 40 minutos para cada lado e "encher o carrinho".

Sugiro também, a quem vai ou pensa ir, uma ida ao Blue Note um dos clubes de Jazz mais conhecidos do mundo onde todas as noites há música ao vivo de qualidade, uma ida ao Madison Square Garden para ver NBA, uma ida aos clubes de Stand Up (exemplo Comedy Cellar próximo do Washington Square) e claro uma ou mais idas à Broadway ver espectáculos e musicais (e eu nem gosto de musicais).

Eu gostei imenso.

kitty disse...

Bem Wed isto é que foi descrição. Já pensaste candidatar-te ao posto de escrita de guias ou para uma revista de viagens??? Não há melhor! É que é isto mesmo que se pede: dicas sobre alojamento, saídas à noite, compras de bilhetes. Eu tenho uma vontade enorme de ir a NY,aliás de ir aos states, pensei que seria este ano, mas parece que não vai dar, mas quando for já sei que posso vir a este post ver as dicas! Muito obrigada e desculpa lá mas naão deixo de sentir uma ponta de inveja (in a good way).

I. disse...

Também recomendo o Pennsylvania Hotel, na 7ª avenida, em frente à Penn Station e Madison Square Garden. É razoável, com alcatifa (:/), mas em conta e limpinho. E também histórico: era onde se albergavam músicos e artistas nos anos 30. Há uma música da Glenn Miller Band que começa com o indicativo do hotel.

Relativamente às compras, só faço um aviso: pensem na alfândega. O meu voo foi todo passado a pente fino, ninguém se safou de mostrar as malas aos senhores... E os impostos e taxas são brutais; sobre material electrónico, p. ex, encarecem-no de tal modo que mais vale comprar cá.

Adorei e estou mortinha por lá voltar... ainda deixei tanto por ver! :)

Miss K. disse...

Na minha opinião, um guia é absolutamente desnecessário; NY, e qualquer cidade, é muito mais do que roteiros turísticos (esses estão em qualquer guide book de um dólar), e a melhor maneira de conhecer realmente os sítios é procurar: partir à descoberta, seja com um habitante local, com este tipo de sugestões, ou sites de "testemunhos". Excursão organizada sucks!

Daniel disse...

as taxas não estão incluidas em lado nenhum nos states.. o que é irritante, pois nada custa o preço que está marcado (tirando normalmente os fast foods...) A isto há a juntar as "tips" (xulos!)...

Em san diego as taxas eram cerca de 10%... em santa mónica acho que era um pouco menos.

Mary of Cold disse...

Que saudades!

A B&H PHOTO foi a loja que mais me encheu o olho até hoje! Aqueles tapetes rolantes no tecto e a eficiência dos senhores dos "rolinhos" impressionaram-me mesmo muito! :)
E os Outlets em New Jersey também não são nada de se deitar fora! Comprei uma mala de viagem gigante por €50 (para trazer toda a mercadoria que tinha comprado... LOL)!
Vou fixar as tuas (muito úteis) dicas para a passagem do ano!
Quero ver as fotos!

Kitty Fane disse...

Olha lá não viste o "Naked Cowboy" da Times Square? :-D

kiss me disse...

Wednesday, depois vou querer mais detalhes (por mail talvez?) mas é só para a altura da passagem de ano. Mas como já ando a sonhar muuuito foi bom ler este texto e ver as imagens.

pensamentosametro disse...

Gostei da reportagem

Bjos

Tita