segunda-feira, junho 04, 2007

Teorias casamenteiras

Diz-se (e vejam lá que coisas uma pessoa aprende no 1º ano no Técnico nas matemáticas e que ficam o "ocupar" espaço na nossa cabeça) que basta um exemplo que dê para o torto para provar que uma teoria (nessa altura os famosos quebra-cabeças dos teoremas) pode perfeitamente ir pelo cano.

Lembrei-me (e nem sei porquê) de alguém me contar que os rapazes se tornam muito melancólicos e casamenteiros quando acabam o curso e só pensam quem têm de arranjar uma namorada à altura para estabelecer família. "Whát"?

Bem, na altura pus-me a pensar e a verdade é que esta teoria assentava que nem uma luva a vários espécimes no mercado. Felizmente (ou infelizmente, aqui depende do ponto de vista) não era geral.

Mas pensemos sobre o assunto. Normalmente diz-se que os rapazes fazem o que querem e são uns garanhões, ao passo que se as raparigas fizerem o que quiserem são umas vacas. Após a boa vida de estudante, o rapaz pensa, ok, quero arranjar uma moça que seja basicamente como a minha mãe, linda e que me faça tudo. Daí a teoria casamenteira. Já as raparigas fartas de sofrer e levar com infidelidades, acordam para a vida e começam elas a lidar como deve ser com tais espécimes...

Parece-me bem. Pode ser que com sorte esses rapazes vira-casacas se apaixonem por raparigas de olho aberto e possam levar o troco que já mereciam à tanto tempo: uma tampa beeem redonda.

5 comentários:

Thunderlady disse...

Ui....

Aisling disse...

Eheheheheh! Nem mais! É que nós mulheres evoluímos mesmo! ;)

MiSs Detective disse...

e quem fala assim nao é gago.. mesmo com uma dor de dentes. ES GRANDE WEDNESDAY ;)

wednesday disse...

:D

Eu sabia que vocês iam concordar:P

Mas volto a reforçar que felizmente a teoria não é geral!:)

Catarina disse...

Muito bom. Assino por baixo! Espero que te tenhas divertido na Romenia. Se calahr tambem tnho uma conferenciazinha em vista ;-)