terça-feira, junho 12, 2007

Essência

O frenesim do dia a dia deixa-nos exaustos, presos às coisas materiais, a prensar o sofá no preciso momento em que lá fora se deita o sol, tão calmo, relaxado, laranja, apetitoso. O dia a dia por vezes faz-nos esquecer de olhar para o mundo lá fora, como ele é, agitado ou parado, colorido ou negro, com pormenores que antes nunca vimos mas que escrevem cada rua, cada estrada à nossa frente. Não há como viver sem rotinas, tu e eu trabalhamos, corremos por nada, mas se falharmos, perdemos tudo. Tu e eu estamos aqui e ali, longe ou perto, mas não lado a lado, porque a rotina obriga-nos a ir por caminhos diferentes. Mas a rotina é apenas uma parte do dia. A essência de nós, tu e eu, é saber cruzar, saber chegar ao fim dessa meta e olhar-te, tu olhares-me. Sorrir. Prémio saboroso, que pisa esmagadoramente a rotina passageira. Por aqui e ali podemos estar também nós juntos, percorrer ruas e nelas poder escrever os nossos pormenores, os momentos que não esquecemos, os traços que nos unem, as mãos que nos ligam, os sorrisos que nos oferecemos. Com o sol vai mais um dia, mas não vai das minhas memórias. É como escrever um livro, que guardo e folheio sempre que quero. É para momentos fulminantes como esses, de 5 segundos que valem ouro, que cumpro rotinas de sorriso à espreita. No fim, lá estás tu, lá estou eu.

Moral: há tempo para tudo. Especilamente para quem se gosta mais.

7 comentários:

_+*A.Elite in Paris*+_ disse...

Este blog faz-me lembrar a cidade do vinho onde estive ainda ontem :)

Beijo meu,

A Elite

Thunderlady disse...

E para o que se gosta mais. Gostei muito deste textozito :)

Ás vezes não temos é tempo para nós e para saber o que queremos e gostamos mais, e vamos deixando passar as pessoas e os momentos. Depois reparamos e esperamos que não seja tarde.

Aisling disse...

Concordo com a Thunderlady. Às vezes não temos é tempo para nós, falo por mim. Exactamente para ter tempo para quem mais gosto, corto no tempo para mim, o que também não é lá muito saudável! :S

wednesday disse...

Pois, também é verdade... Mas tudo aqui está subentendido. É preciso é sabermo-nos organizar. Talvez às vezes sejamos demasiado egoístas. POr exemplo, se vamos ao ginásio, isso já é tempo para nós;)

MiSs Detective disse...

:) gostei muito deste textinho ;) há sempre sempre tempo para o que se quer realmente fazer.

Thunderlady disse...

Wednesday, ir ao ginásio (quem diz isto diz outra coisa) não é ter tempo para nós. Pelo menos eu não o encaro assim.

Encaro que ter tempo para mim não é para "perder" a cudar da minha saúde ou bem estar. É ter tempo para me dedicar a mim, comcalma, dso mesmo modo que faço quando um(a) amig@ me diz: "preciso de ti, vamos falar". Estou ali, inteiramente dedicada a el@, de corpo e alma.

O tempo que perco no ginásio ou no shopping não é para mim. Não tenho privacidade para estar comigo.. percebes o que quero dizer?

Tempo para mim é quando pego no carro e vou até à praia. Fico no carro a olhar o mar. De preferência a esvaziar-me de pensamentos. (por exemplo).

wednesday disse...

Sim, eu percebo. No meu entender fazer coisas por mim também é tempo para mim. E percebo isso que dizes... Para já não tenho grandes problemas desses porque vivo sozinha. Posso sair quando quiser... Outros dos momentos que acabo por achar meu é ir/vir de POrtalegre. Muitas das vezes quando dou por mim já cheguei e também pensei num monte de coisas... :)