segunda-feira, julho 16, 2007

"Desnobilizar" ou será Desmobilizar?

É certo que quando não passamos por uma situação não devemos opinar sobre ela. Eu nunca li nenhum livro do nosso Nobel José Saramago. Mas há qualquer coisa que me faz permanecer longe do senhor... Noto nele uma certa descoordenação relativamente àquilo que quero para o nosso país. E talvez por isso a falta de vontade de "o ler"... E hoje deparo-me com esta citação sua:

"Portugal acabará por integrar-se na Espanha"
José Saramago, "Diário de Notícias", 15-07-2007

Com tantas certezas negativas, onde iremos mesmo parar? Também não sei se hei-de acreditar nos opostos. Estudos são sempre fontes de dúvida. Americanos indicaram que a economia Portuguesa está tão dinâmica que na Europa apenas a Espanha e a Grécia serão mais fortes. Até aqui fico um pouco decepcionada, afinal é sempre com eles que nos comparamos.

"Até ao final da próxima década, a economia portuguesa vai ser uma das economias mais dinâmicas da zona euro e crescer 2,1%, em média, ao ano. Um valor ainda distante do andamento da década de 90 mas que permitirá a Portugal convergir com os seus parceiros da moeda única até 2020." Aqui

Mas nesta corda bamba onde não sei que extremo chegará a bom porto, há uma grande preocupação. É que com cintos apertados indefinidamente não há família acima de 2 elementos que resista. Vivemos para o trabalho, para as correrias, para pagar as contas e no fim apenas resta fôlego para descansar...

Em 2006 nasceram menos 4100 bebés que no ano anterior
São os valores mais baixos alguma vez registados nas estatísticas disponíveis: em 2006 nasceram em Portugal 105.351 bebés, menos 4106 que no ano anterior; e o número médio de filhos por mulher em idade fértil caiu de 1,41 para 1,36. Aqui

Será que as preocupações vão chegar ao mais alto nível? A voz da república já ecoou...

Cavaco Silva quer políticas de natalidade para combater envelhecimento do país. Aqui

Mas para isso é preciso algo que os políticos deste país ainda não perceberam. A Assembleia da República não é o Olimpo. Não é suposto que o seu pelouro lá se torne apenas lá em vez de um olhar atento ao país. Estamos fartos de promessas que depois se transformam em arquivos. Estamos fartos de políticos que vivem num regime à parte, que não fazem a mínima ideia de como a vida é difícil. Falo por mim... Recebo uma bolsa de doutoramento, que até parece o paraíso fiscal, pois não pago impostos. Mas também não é aumentada há anos, nem com o valor da inflacção. Não tenho direito a 13º mês nem a subsídio de férias. Nos bancos tratam-me abaixo de cão porque não há declaraçãozinha do IRS. Quaisquer 2/3 da bolsa estão destinados ao empréstimo da casa. E o pior no meio disto tudo é que, infelizmente, o doutoramento neste país não é uma passagem para a outra margem. No geral os empregos para doutorados são arrancados a custo e o grau que normalmente nos aceitam é a licenciatura. Ou seja, somos trabalhadores "licenciados" e com ainda menos experiência do que quem começou logo a trabalhar.

Soa-me que este país anda aos estilhaços e cada vez mais pequenos. É que em vez de os remediarmos, andamos sempre a pisá-los até à última.

10 comentários:

MiSs Detective disse...

desde que te visito diariamente este foi dos textos que mais gostei. adorei a ler as tuas palavras em raiva controlada. vou so fazer um copy paste :)

Tuxa disse...

Muito bom... como de incidentes separados se consegue retratar o lado mais "negro" e "deprimente" da sociedade portuguesa! Como a Miss Detective refere, sente-se mesmo a raiva controlada, e da minha leitura, retiro tambem um desalento e uma tristeza interior pelo descaminho que as coisas levam.

Cai de Costas disse...

Das citações que recolhes poderei retirar conclusões diferentes, redutoras mas igualmente válidas: os outros acreditam mais em nós que nós próprios e neste país anda tudo tão preocupado com o dia a dia que já ninguém tem sequer tempo ou disposição para ter sexo e procriar.

Em tom mais sério, não são estilhaços que o país pisa, antes migalhas que restam do que foi um dia país, do qual o miolo foi já retirado por quem teve oportunidade. E agora, que se acabou o pão, mesmo que ninguém ralhe...

MiSs Detective disse...

eu tenho tempo pa sexo! e disposiçao também oh cai de costas!

Thunderlady disse...

Ouvi hoje na rádio o que creui ter sidoo percurssor da fusão de Portugal e Espanha numa bela Ibéria: o casamento formal (ou a reformalização dele) do Saramago e da Pilar. Português e espanhola.

Quanto ao resto... ó Wednesday, eu já cá vim ler umas 3 ou 4 vezes, mas a tua revolta parece-me menos controlada do que diz a Miss e a Tuxa. Acho que pões muita "fruta no mesmo saco".

wednesday disse...

Bem, isto foi a "criação do momento"... Não sei se será raiva controlada. Eu própria quis ficar em Portugal, porque acho que temos de lutar pelo nosso país. Nós temos imenso valor e se sabemos mostrá-lo lá fora, temos é também de mostrá-lo por cá. Desde que nos deixem...

Cai de Costas, acho que tens razão na parte em que falas sobre se ter acabado o pão. Temos é de voltar a fazê-lo.

miss, mais uma vez obrigada por teres gostado;)

Também não ando a fazer-me de coitada, senão nem saía de casa. Aliás, a minha normalmente é ao contrário, só vou a casa quase dormir! Não deixo de fazer o que gosto. Só acho é que as políticas de temos normalmente são atiradas para o ar, não há uma organização nem estratégia nas coisas. E pior, acho que muitas delas na maioria dos casos atiram areia para os olhos dos cidadãos. Nomeadamente falo no meu caso, andam para aí a apregoar que vamos ter mais doutorados... Só para inglês ver, porque o que precisamos não é de mais doutorados, é de empregos para os que já existem!...

Bem, mas vou-me ficar por aqui!;)

Daniela disse...

E eu acho que isto era digno de ser publicado e esfregado (mas bem) no nariz de quem está no poder.

É muito fácil dizer para pouparmos, para pagarmos, para aguentarmos quando nos sentamos num BMW com motorista.

MiSs Detective disse...

é isso e poupar agua! enquanto lavo os dentes tenho que fechar a torneira, mas pode chover o ano inteiro que os regadores sao automaticos e portanto nao ha nada a fazer.. enfim!!!

Cai de Costas disse...

Miss, fico contente por ti. E por mais alguém... espero.

MiSs Detective disse...

:P