quinta-feira, julho 12, 2007

Regressos

Gosto de regressar a casa. Quer seja a minha ou a dos meus pais na terrinha. Sabe melhor regressar depois de algum tempo ou quando regressamos de uma viagem, mesmo que seja ela a viagem da nossa vida. Gosto de regressar a sítios das minha infância. Gosto de regressar onde já imaginei tudo mas ainda não tinha visto nada. Gosto de regressar ao encontro das pessoas de quem gosto. Gosto de regressar ao cinema, pois há sempre uma emoção nova no ecrã. Gosto de poder regressar a uma cidade e vê-la crescida. Gosto de regressar à areia da praia, saboreá-la na ponta dos pés, molharmo-nos as duas em ondas em fim de vida, meio frias e atrevidas. Gosto de regressar a uma esplanada onde me sinto em harmonia. Gosto de regressar ao aeroporto e esperar alguém, com um abraço envergonhado e sincero.
Infelizmente do bom ao mau vai um passo... Não gosto de regressar ao trabalho. Vejo sempre papéis com "não esquecer..." e quando me recordo dos problemas que deixei, já eles estão com o dobro do tamanho e do trabalho por fazer. Não gosto de regressar a um sítio para levantar algo que já fiz. Não gosto de regressar periodicamente à volta dos tristes para resolver isto e aquilo. Não gosto de regressar dentista. Não gosto de regressar a sítios que me trazem más memórias. Regressos de quem não gosto dispenso. Não gosto de regressar à caixa do correio e ver correspondência de obrigações. Não gosto de regressar à depilação, mas não há bela sem senão! Não gosto de regressar ao multibanco e ver a conta a diminuir. Dos piores regressos que me lembro são aos balcões da Segurança Social.

Mas quando regresso ao teu abraço, esqueço esta luta irracional. Sem querer ter de te deixar, despeço-me a imaginar quando vais regressar.

4 comentários:

Thunderlady disse...

Focando o lado bom do regresso: o que o torna melhor? O facto de ter de volta o que se deixou para trás? Pergunto se não se tivesse deixado para trás saberia tão bem continuar a ter e dar-se-ia o mesmo valor?

:)

Beijinhos

Aisling disse...

Que bonito!

Šonђo Ažu£ disse...

A magia é deixar as coisas boas em lugares que sabemos que poderemos sempre voltar a eles.
Esses abraços não têm preço e devolvem-nos o sorriso mesmo depois de um dia estafante de trabalho e problemas com post-it que nos lembram o pior...

Um abraço de coragem...

wednesday disse...

thunderlady, you've got a point;) é o que faz esse regresso ser bom é termos de ter passado pela ausência. Não deixa de ser um período difícil, mas também damos mais valor às coisas...

aisling, obrigada;)

sonho azul, o post não vem por nenhuma razão em especial, mas quando falas em abraços destes ao fim de dias estafantes, aí tenho de reconher que tenho tido vários dias assim, mas posso também ter os abraços do meu miúdo;)