sábado, junho 07, 2008

Eu fui e já voltei

Com os gémeos ainda doridos, mas voltei. O Parque da Bela Vista cheio cheio. As palmas de 90 000 pessoas certinhas. Nem se deu o tempo passar entre as bandas, especialmente após Muse e antes dos Offspring, com o último fogo de artifício deste Rock in Lisboa. Sobreviver com um pacote de bolachas Maria de chocolate, pois chegar perto de uma zona de comida era uma miragem.

Ainda começámos por abanar a bunda ao som dos Buraka Som Sistema. Nunca eles pensaram em ter ali tanta gente junta a curtir mesmo o som!

Tenho pena de os Clã não terem tocado no Palco Mundo. Acabei por não ver pois estava na hora dos Kaiser Chiefs. E valeu a pena deixar os portugueses, pois o sítio onde ficámos já não largámos até quase às 3 h da manhã. "I predict a Riot" penso que foi aquela que mais vozes reuniu, mas para quem conhece algumas músicas dos britânicos, tocaram bastantes dos seus hits.

Muse foi o melhor em termos de coordenação luzes, ecrã e música. Um espectáculo em total harmonia, mas ficaram demasiado profissionais na fotografia. Foram os que menos interagiram com o público. De qualquer forma, a qualidade estava lá.

The Offspring, a velhice a vir ao de cima quando pomos a vista em cima do Dexter, mas muita garra e uma recordação fantástica dos meus anos 90. "Give it to me baby" e no fim a espectacular "Self Esteem" arrancaram muitas gargantas, especialmente das pessoas já bem lançadas acima dos 20 (para não dizer à volta dos 30).

A emoção maior (sim, porque a assistência mais criança é a mais esganiçada e não mede bem as gritarias) chegou com os Linkin Park. Suponho então que a maioria da assistência fosse fã deles, pois aqui sim todas as músicas foram devidamente acompanhadas pela assistência. Desde que eles apareceram que eu gostei muito da ligação rock com hip hop. Qualquer baixozito me faz vibrar e o deles está sempre em perfeita sintonia com o corpo. Dos vocalistas todos, o Chester e o Mike foram aqueles com mais "polvorosa" e que apelaram ao nosso lado de fã.

Sem dúvida que foi a melhor escolha em termos de cartaz. Tenho pena de não ter visto a Joss Stone e e mesmo o espectáculo dos Bon Jovi, mas estava em França nesses dias. Mas ontem foi do início ao fim num nível de rock assim bem alto!

Agora se me dão licença foi ali comer uma colherzita de mel, que a garganta agora afina-se para o Euro e acordar o miúdo, que dorme ferrado!

1 comentário:

Thunderlady disse...

Cometário em 3 partes:
1. MUSE!!! (já os vi em festival e em concerto próprio e em tendo sido dois excelentes concertos preferi o de concerto próprio)

2. Bolachas Maria de chocolate?? Isso deve ser delicioso, ainda não conheço!

3. Deixa lá o rapaz dormir descansado, Maria. Tu também!