terça-feira, maio 06, 2008

Mais velha

A dias de ficar mais "velha", recordo o que era o meu aniversário quando era pequena. Com sorte recebia uma roupa nova, colorida ou florida, presenteando a Primavera e o Mês das Flores. Era o delírio chegar o dia e ir para a escola muito bonita. Aquela sensação de quase princesinha.

Havia o costume de se levar um bolo de anos, pelo menos na Primária, o que nos fazia contar as vezes que nos cantaram os parabéns na semana de festividades.

A festinha para os amigos tinha brincadeiras no pátio dos avós, bicicletas, música, jogos, pipocas do papá, gelatina, mousse de chocolate, aquelas trufas da minha mãe e até aquela deliciosa tarte de morango com chantilly!

Os presentes eram simples mas nós recebíamos tudo com um enorme sorriso. Uma canetinha, um bloquinho, um livro, um pequeno álbum de fotografias, um conjuntinho de borrachas...

Os meus pais ofereciam-me também um presente que normalmente era o ponto alto.

Também havia a festa de família.

Hoje em dia os pais até nas festas de aniversário já se tentam "livrar" dos filhos, nas festas organizadas em ginásios, clubes ou associações. Qualquer pessoa que os entretenha durante 2 ou 3h, enquanto os pais conversam e olham para o relógio. As prendas são ao quilo e a tentar vencer um concurso de genialidade.

Depois ainda dizem que estamos em crise. Estamos, o raro hoje em dia é encontrar algo ou alguém (já nem digo um comunidade ou país) que não esteja em crise. Cada vez mais evoluímos na corda bamba da entropia, ela balança cada vez mais, o equilíbrio diminui e nós ainda nem olhámos lá para baixo.

17 comentários:

Gi disse...

Concordo contigo!
As minhas festas foram como as tuas e as dos meus filhos também.
Tudo feito por mim ... até a decoração :)
Tu não me digas que vou perder o teu dia de anos. Se for para a semana, não estou cá! :(

Thunderlady disse...

Não vos vou deprimir com as histórias das minhas festas de aniversário.

Ainda bem que havia festas boas. Eu pensava que todas eram horríveis até certa altura :)

Bj

Carlota disse...

Só um pequeno reparo, querida Wed.
As festas dos piquenos têm de ser feitas fora de casa porque não é possível entreter vinte pestinhas em poucas dezenas de metros quadrados. Quero dizer, possível até é, mas se tens algum amor ao teu lar, é bom que arranjes um sítio fora. :)

kitty disse...

Ainda agora fiz um post sobre tantas crises de que se fala agora. Quando éramos crianças e ninguém falava em crise os presentes eram pequenos (engraçado que eu também recebia canetas e bloquinhos), agora que estamos em "crise" os presentes são aos montes e os miudos não dão valor absolutamente nenhum!

MRPereira disse...

Não podia concordar mais contigo... O país usa uma saia daquelas à morangos e esqueceu-se de vestir o fio dental...

Um beijo e uma boa semana!

Pulha Garcia disse...

Considero que festejar o aniversário depois dos 30 semelhante a festejar idas ao dentista.

wednesday disse...

Gi, é mesmo para a semana... ;)
Mas não faz mal.

Carlota, compreendo o teu ponto de vista, porque eu na altura morava no campo, mas o lanche era normal ser em casa. Mas tenho visto umas verdadeiramente impessoais.

kitty e mrpereira, pois é...

thunderlady, não podia ser assim tão mau!

pullha garcia, ainda não cheguei a essa idade. Tá quase, mas ainda falta o quase... ;)

Maria do Consultório disse...

Deste-me fome e vontade de ir para Elvas agora mesmo!
damn you girl!

pensamentosametro disse...

As minhas festas as dos meus filhos e as dos meus sobrinhos continuam a ser como as tuas, adoro ver as fotos desses dias, hoje compra-se tudo quase pronto até as festas são vendidas em pacotes.


bjos


Tita

Thunderlady disse...

Wed, foram mesmo m uito más. Pelo menos das que me lembro em diante, porque das outras só tenho as fotos que não me dizem nada.

Para teres uma noção, a minha melhor festa de anos em casa foi oferecida pela minha madrasta. Podia ter corrido bem se uma colega minha não tivesse feitio anos nesse dia.
O resto é por demais muito deprimente.

Anónimo disse...

Permitam discordar por inteiro com a Carlota! Pois, o verdadeiro problema é q hoje em dia dá-se demasiado valor ao q se tem em casa, ao material! E enquanto se encararem as crianças, e passo a citar, como "pestinhas" é q ñ vamos a lado nenhum! Hoje em dia é mais fácil dar o dinheiro, mesmo q se passe alguma necessidade, e serem outros a ter as chatisses, do q conversar e estalecer regras com as crianças! Elas só precisam q lhes expliquem as regras e q entendam quem manda ali! Mal vai isto, qd são os filhos q estabelecem as regras e q mandam!! (q é o q acontece nos dias de hoje!) Depois ñ se queixem! Já dizia à minha Tia, ñ os querem aturar ñ os tenham!

Ass: Uma Educadora de 23"pestinhas" sem os quais ñ sabe viver.

wednesday disse...

maria... infelizmente a mim também dá fome e vontade de voltar atrás...

Tita, assim é que é!:) Espero também fazer isso aos meus filhos!

thunderlady, pronto, já não digo mais nada... Espero então que tenhas uma festa que tenhas gostado, mesmo que já não tenha sido em criança!

educadora? lcarona? Pois, o problema é que a maioria das pessoas não sabe o que fazer e transmitir às crianças... Aliás, eu acho que a maioria das pessoas acha que é preciso tirar um curso ou que as crianças venham com manual de instruções.

Anónimo disse...

sim, acertaste!!!
lcarona=educadora

Octane disse...

Pois... Como já disse noutra ocasião, qualquer palhaço pode ser pai.... não é preciso currículo, nem fazer provas.

Mas educar, hoje em dia, quase ninguém é capaz ou tem disposição para o fazer!

O que eu ainda hoje invejo é todas as pessoas que têm aniversários fora da época natalícia, quando tinha idade para disfrutar essas coisas tinha sempre algo que sabia a apenas uma festa em vez de duas... a única consolação eram as prendas que se negociavam para algo maior... :D

CAP CRÉUS disse...

Assino em baixo!
Chegámos ter uns 30 putos no T3, mais o cão, e a familia!
Bons tempos!!

wednesday disse...

Mano, mas a maioria das vezes não tinhas escola e agora também raramente trabalhas no teu dia de anos:P

MiSs Detective disse...

as festas de anos eram tao tao lindas! concordo plenamente ctg, as festas de anos de hoje, das crianças de hoje, sao uma treta! mas uma treta muito grande!