quinta-feira, maio 29, 2008

Posters na parede

A propósito de colocar posters na parede quando éramos "jóves" e ainda não havia internet nem playstations, a Thunderlady fez-me lembrar uma situação em que os posters foram, por assim dizer, a minha salvação.

Como já vos contei, fiz Erasmus na Alemanha. Pouca coisa levei além de roupa, o portátil e umas coisitas. Ora uma pessoa chega a um novo país, para passar uns meses da sua vida, não conhece ninguém de início e tem um quarto vazio. O que é que aqui a "je" fez?

Toca de arranjar posters pela cidade, de festas e afins (que não faltavam, por sinal), escolher os mais giros, retirá-los com cuidado e forrar as paredes do quarto. Quando vim a Portugal a meio do Erasmus, pedi uns posters à minha prima que trabalha na Região de Turismo de S. Mamede e levei. Esses fizeram impacto, toda a gente perguntava onde era e eu dizia que era o meu Alentejo.

Outra coisa que decidi fazer foi comprar uma planta. Assim tinha de regá-la e tratar dela e falar com ela. Ainda hoje a tenho, já com 6 anos feitos, e está enorme. Foi a primeira planta na minha casa!

Felizmente não sobrevivi à custa dos posters e plantas, logo conheci imensas pessoas e guardo algumas amizades até hoje. Ou já não se lembram que o ano passado fui a um casamento na Finlândia?

5 comentários:

Daniela disse...

Mas ajuda... acredito! Pelo menos a mim (anti social!) ajudaria com certeza!

Gi disse...

Muita coisa fica para a posteridade ...para além dos posters.

Thunderlady disse...

:) E tu fizeste-me lembrar outra coisa!! Mas não vou postar, é um bocado "intíma". Eu gostava de fazer uma pintura na parede da sala, fingir uma janela aberta e a paisagem. Por um varão verdadeiro por cima e um cortinado. Mas é assim... a casa não é só minha, lol, e a sugestão não foi aprovada.

:)

bjoka

Maria João disse...

Experiencias unicas que nos marcam mesmo! :) E os posters também fizeram parte da minha vida (agora neste momento troquei os cantores, os cartazes das queimas, dos ballets a que adoro ir, por coisas mais cientificas!)

Beijinhos

Bia disse...

bem, parece que isso é comum a muita gente, porque eu neste momento estou a fazer erasmus, e ainda hoje vou à caça de posters giros nas ruas, nas discotecas, etc :) beijinhos